logo e frase

Gian e Giovani - Meus Direitos - 1988 -Vol. 01 -LP Completo 

o 1º LP de Gian e Giovani o tape foi gravado e apresentado a Paulo Rocco na época diretor da extinta Continental. No dia 11 de novembro de 1988 o grande sonho foi alcançado. O primeiro Lp de Gian e Giovani foi lançado. Sr. Francisco conta que até chorou ao ouvir pela primeira vez a música dos filhos no rádio. O primeiro grande sucesso da dupla foi "Amante Anônimo" em seguida emplacaram com "Espuma Da Cerveja", "Você Em Minha Vida" , entre outras, garantindo a presença da dupla nas paradas de sucesso do Brasil. 

Gian e Giovani-Vol1

  • gian-giovani-1988-capa frete
  • lp-vinil-gian-giovani-meus-direitos-1988-D_NQ_NP_398511-MLB20596742938_022016-F
  • Wilon&Soaya-Vol1-1992 verso

Musicas do LP

 
  1. Meus Direitos
  2. Você em Minha Vida
  3. Lareira do amor
  4. Espuma de Cerveja
  5. Meu Bem
  6. Nosso Amor, Nossa Paixão
  7. Arco-Íris
  8. Amante Anônimo
  9. Corpo que eu Conheço
  10. Deserto do Amor
  11. Herança
  12. Boneca Criança

Gian e Giovani - Meus Direitos - 1988 -Vol. 01 -LP Completo 

Letras das Musica do LP

A1 - Meus Direitos
Composição: (Alcymar Monteiro / Zé Orlando)

Pra viver assim
É bem melhor você contar os nosso erros
Você me fere assim
Ao me dizer que eu não sou igual a ele você quer de mim
Uma pessoa que eu não posso ser
Pois cada um tem o seu jeito de viver
Sua maneira de querer.
Pra viver assim
É bem melhor eu procurar outra pessoa
Você agindo assim
Me maltrata, me humilha e me magoa
Quer compreensão mas
Não respeita os direitos do meu coração
Você acusa que eu não lhe fiz feliz
Não reconhece o que fiz.


Refrão
Tente mudar seu jeito de ser
Tente encontrar dentro de si você.

divisoria

A4 - Espuma de Cerveja
Composição: (Toni Gomide / Benedito Seviero)

Numa boate era quase meia-noite
Eu fui beber para esquecer quem me esqueceu
Quando vi sentada em uma mesa uma mulher
Com um problema igual ao meu
Ao meu convite ela sentou-se em minha mesa
Uma cerveja foi o brinde à nossa dor
E na espuma que cobria os nossos copos
Um velho amor cedeu lugar a um novo amor

Espuma da cerveja
Vai acabando aos poucos
Espuma da cerveja
Quase me deixa louco

Porém o dia amanheceu e ela se foi
Para um lado, para o outro eu segui
Nunca mais ela quis saber de mim
Notícias dela nunca mais eu consegui
Queria tanto encontrá-la novamente
Mas não consigo descobrir onde ela esteja
O nosso amor que nasceu entre dois copos
Morreu depressa como a espuma da cerveja

gian-giovani-1988-capa frete

B1 - Arco-Íris
Composição: (Dimarco)

Quantas vezes será necessário
Pra provar a você que te amo
Veja bem eu não sou mais primário
Pra brincar de amor com você
Nas andanças que fiz pela vida
Tanta coisa eu pude aprender
Por exemplo que o amor é bonito
Não importa se nos faz sofrer

Quero te amar outra vez
Dentro de um arco - íris
Te colorir de amor
Viver em você
Te emoldurar numa tela
Tal qual Monalisa
Só que ao invés da tristeza
Realça a beleza que existe em você

E por mais que você me reprime
Mais aumenta esse amor por você
Veja bem te amar não é crime
Ao contrário só me dá prazer
Eu te amo e que se dane o mundo
O que importa é o meu coração
Esse amor por você é profundo
É tão grande e supera a paixão

divisoria

B4 - Deserto do Amor
Composição: (José Felipe / Paulo Gaúcho)

Quando eu olho essa terra tão seca
E essas penas abertas no chão
Me recordo o que a vida malvada
Fez comigo e com meu coração.
Porque hoje de tanto chorarem
Os meus olhos pecando demais.
Se o meu rosto tem marcas profundas
Minha alma tem mágoas iguais.


Refrão
Terra, te vendo tenho a impressão
Que você é um pedaço pobre coração.
Terra em ti não brota uma flor
Em mim só há erva daninha no jardim do desamor.


Mas nem sempre eu fui um deserto
Já fui terra adubada de amor
Já fui campo de relva coberto fui jardim colorido de flor.
Se hoje sou um deserto de mágoas
Que as tristezas da vida secaram
É que não me restou uma lágrima
De um milhão que meus olhos choraram.

A2 - Você em Minha Vida
Composição: (Domiciano / Rionegro)

Quando você chegou em minha vida
Tudo era diferente
Não falava em despedida
E me amava loucamente
Hoje porém tristemente vejo
O nosso amor se desfazendo
Em cada abraço em cada beijo
Eu sinto que estou lhe perdendo

O que foi que aconteceu?
Por que me tratar assim?
Não me diga que é o adeus
Eu não quero nosso fim
Não se entrega a ilusão
Que domina os seus passos
Ouça a voz do coração
E sufoque esta paixão
No aconchego dos meus braços

divisoria

A5 - Meu Bem
Composição: (Roberto Donadelli / Gian / José de Deus)

Meu bem, eu não posso gastar a vida
Aqui esperando
Que você decida entregar pra mim
O seu coração
Só você não vê o quanto padeço
Por você, querida
Eu passo o tempo melhor da minha vida
Só esperando sua decisão

Eu não vejo a hora
De ter em meus braços
Você que adoro
Por isso eu lhe peço
Até lhe imploro
Vem acabar com a solidão
Vem enxugar o pranto que está matando
Um pobre homem
Eu não consigo nem falar o seu nome
Pois o desejo está me sufocando

lp-vinil-gian-giovani-meus-direitos-1988-D_NQ_NP_398511-MLB20596742938_022016-F
divisoria

B2 - Amante Anônimo
Composição: (Financeiro / Monetário)

Sou eu que telefono sempre no seu trabalho
Coloco caixas de bombons em sua mesa
Sou eu que lhe mando flores quase todas às tardes
Sou seu amante anônimo tenha certeza
Sou eu que ponho bilhetinho de amor no seu carro
Sou eu que me preocupo como foi o seu dia
Sou seu anjo da guarda a todo momento
Protegendo você dos perigos te trazendo alegria

Sou eu, seu apaixonado sou eu tão alucinado
Sou eu o desesperado, que te ama e quer estar ao seu lado
Sou eu, seu apaixonado sou eu tão alucinado
Sou eu o desesperado, que te ama e quer estar ao seu lado

Sou eu que agrada tanto a sua família
Sou eu que lhe passo trotes pelo telefone
Sou eu que fico enciumado quando sai à rua
Pois provoca elogios de todos os homens
Sou eu que te namoro sempre às escondidas
Te sigo por todas as partes mas você não vê
Um dia eu perco esse medo e chego com tudo
Pra dizer que te preciso e só quero você

Sou eu, seu apaixonado sou eu tão alucinado
Sou eu o desesperado, que te ama e quer estar ao seu lado
Sou eu, seu apaixonado sou eu tão alucinado
Sou eu o desesperado, que te ama e quer estar ao seu lado

 

divisoria

B5 - Herança
Composição: (Maracaí / Dennys)

O circo em chamas, sou palhaço que chora
Sou a página esquecida de um livro
Que alguém não quis ler.
Sou a nuvem que vaga no espaço procurando memórias
Sou aquele que tanto lutou por sua vitória.

Refrão
Você com suas trapaças se veste de santa
E eu assumo as heranças que você deixou.
Seus gestos estudados, seus suspiros ensaiados,
Têm o dom de fazer de mim o que sou.

Você é a verdade que só me enganou
Dos amores que eu tive você foi o que mais marcou em mim
Seu porte de dama, sua falsa alegria me custam a vida
Estou num labirinto e sei que jamais
Vou achar a saída.

A3 - Lareira do amor
Composição: (Domiciano / Rionegro)

Igual ao vento que levantou
A poeira dos nossos caminhos
Você para longe foi
E pra sempre deixou o nosso ninho.
Mas a chuva faz a poeira novamente
Transformar-se em lama.
Porém a paixão não foi passageira
Em meu peito ainda existe a lareira
Que foi aquecida por sua chama.

Refrão
Amor, quanta saudade dos nosso momentos
Amor, como é grande o meu sofrimento
Seu perfume nas ondas da brisa
Me deixa mais apaixonado.
Por isso lhe peço um favor
Venha acalmar minha dor
Voltando a viver ao meu lado.

divisoria

A6 - Nosso Amor, Nossa Paixão
Composição: (José Felipe / Paulo Gaúcho)

Que falem os vizinhos
Botem pedras e espinhos pela nossa estrada.
Que o mundo proteste e que nada nos reste
No fim da jornada.
Que o próprio céu reclame
Que a gente se ame desse jeito tanto assim.
Só de olhar qualquer um vê,
Sou metade de você
Que é metade de mim.

Refrão
Este nosso amor é tanto que causa até espanto
Tanto amor tanta emoção.
O mundo todo condena
Mas te amo, vale a pena
Nosso amor, nossa paixão.

divisoria
Wilon&Soaya-Vol1-1992 verso
divisoria

B3 - Corpo que eu Conheço
Composição: (José Felipe / Paulo Gaúcho)

Diga que não volta atrás que não me quer mais
Que já esqueceu de mim.
Minta sorrindo toda hora que o grande amor de outrora
A muito teve fim.
Pense num jeito de enganar em quem acreditar
Que tenha o seu calor.
Olha, não vá dizer meu nome chamando esse homem
Que agora é o seu amor.


Fale o que eu não mereço
Mas lembre do começo de tudo que eu lhe dei.
Saibas que eu não falo o preço
De um corpo que eu conheço nem de lábios que beijei.

divisoria
chantecler
divisoria

B6 - Boneca Criança
Composição: (José Felipe / Paulo Gaúcho)

Quem já teve na vida quando criança em brinquedo
E notou que bem cedo ele perdeu seu valor.
Pois eu tive também um bem que pouco se alcança
Uma boneca criança a quem eu dei amor.


Refrão
A bonequinha criança hoje é mulher de verdade
Trocou a realidade pela mentira cruel.
A bonequinha criança que tinha um beijo tão doce
Ao me deixar transformou-se numa boneca de papel.
Boneca eu sou menino magoado
Vendo brinquedo quebrado eu perdi toda a alegria.
Boneca pra ter a felicidade quero matar a saudade
De quem já foi boneca um dia.

divisoria

PARCEIROS DO CANAL

Quer ser parceiro do canal entre em contato e tenha sua marca anunciada aqui e em videos no nosso canal…. 

1506857_668956993145896_2121047707_n
12502_1516536171915154_5335645718093930532_n
LOGO
 

Entre em contato Vinil do Velho

Pagina dedicada a divulgação de LPs digitalizados e postados no nosso canal Oficial no YouTube –  https://www.youtube.com/vinildovelhooficial

  ATENDIMENTO GERAL (67) 3366-1798 / (67) 8117-6631-

 vinildovelho@hotmail.com

Envie sua mensagem

mande sugestões e/ou perguntas e reclamações que estaremos disposto a ouvilo e a medida do possivel atende-los.