logo e frase

Conjunto Chamamé - 1977 - Assim Se Baila Em Mato Grosso

Conjunto Chamamé gravado em  1977 intitulado "Assim Se Baila Em Mato Grosso", Este Disco Edição De 1988 gravado pela Estúdio Gavodisc... com os acordeonistas Nelson Domingues e Romeu Ribeiro.... Álbum GEL/Phonodisc  -  0.34.405.491

Conjunto Chamamé- 1977

  • disco lado B
  • disco lado A
  • capa verso
  • capa frente

Musicas do LP

  1. Baile Do Índio
  2. El Guapo
  3. La Princesa
  4. Valle-I
  5. A Volta Da Gaivota Pantaneira
  6. Dom Américo
  7. Dom Kaneca
  8. O Fronteiriço
  9. El Campeón
  10. Boca Da Picada
  11. Assim Se Baila Em Mato Grosso
  12. O Canto Da Araponga

Conjunto Chamamé - 1977 - Assim Se Baila Em Mato Grosso

Letras das Musica do LP

O Chamamé originário de Corrientes, Argentina, integrado ao folclore deste meado do século passado, somente a partir de 1960 começou a ser comercializado no Brasil, através das gravações do saudoso acordeonista Zé Correa. A literatura sobre o assunto é inexistente uma vez que os próprios intérpretes ainda não conscientizaram-se de sua importância no regionalismo brasileiro do centro oeste. Os modernos dicionários da Língua portuguesa ainda não registram o vocábulo, talvez pela pouca divulgação fora daquela região de Mato Grosso, portanto achamos oportunas estas anotações sobre o assunto para que sirva de orientação a futuras pesquisas. O Dicionário Brasileiro Contemporâneo Ilustrado de Francisco Fernandes, Editora Globo, registra o Vocábulo “Chama” com o designativo de pássaro que coloca no alçapão para chamar ou atrair outros (de Chamar). No grande Dicionário Melhoramentos encontramos “Chama” passarinho que prende na gaiola, munido de alçapão, para atrair outros que se deseja pegar. Chamar diz-se ainda da função de tropeiro ou do carreteiro que vai a frente da tropa ou carreta. Chamador, é o que chama. Chamarisco, Chamariz. O dicionário Espanhol – Português, de Julio Martinez Almoyana registra “llama-Chama – llamar, chamar, dizer em alta voz o nome de alguém ou fazer sinais para que venha”. O pronome pessoal me, na língua espanhola, pode ser usado como sufixo, ex; vio, viome, llama, llamame; aportuguesado para chamamé já com designativo de ritmo dançante, de compasso ternário em 6/B, inspirado e baseado na polca paraguaia, porém de andamento mais lento, lembrando por vez o rasqueado. Sua Coreografia não apresenta novidade substancial, mas seus movimentos, seus trejeitos atrevidos e buliçosos acabam provocando uma vibração contagiante aos pares dançantes, principalmente pelo som aberto soprado pelo fole de um ou dois acordeões, mais dois violões que rasqueiam fortemente o ritmo do chamamé. Aos primeiros acordes da música o cavaleiro dirige-se à dama com que deseja dançar fazendo sinal com a cabeça. É o ato de chama-la para contra-dança “chamamé”. Assim nasceu o chamamé, dança típica e cultivada na região fronteiriça de Mato Grosso, que começa a ganhar projeção nacional ao lado do raqueado, da campeira, Guarânia, Polca e outros ritmos regionais que se aclimataram em nosso País.

Dois grandes acordeonistas são os responsáveis pela execução desta coletânea de chamamés. Nelson Domingues e Romeu Ribeiro. Nelson nasceu em Guarapes, Estado de São Paulo em 20/10/1941 e Romeu é natural de Dourados, Estado de Mato Grosso, onde nasceu a 15/10/1949. Residem em Dourados onde tem suas atividades comerciais e artísticas. São acompanhados pelo violão de Cesar Vargas, e Oscar Nelson Carin Safuam Garcia mais o Contra-baixo de Joly Sanches, autêntico e típico conjunto de chamamé. Todos as obras gravadas são inéditas e de autoria dos dois acordeonistas com outros parceiros, cujas gravações foram realizadas nos dias 29 e 30 de junho de 1977, no Estúdio Gavodisc, São Paulo. Finamente podemos dizer que o disco é um documentário dos autênticos dentro do gênero regionalístico mato-grossense que agradará aos discófilos de outras regiões também, pois a música não tem fronteira.

LADO A

A1. Baile Do Índio - Chamamé 
(Nelson Domingues / Joly Sanches) GRA 60126418

A2. El Guapo - Chamamé 
(Nelson Domingues / Romeu Ribeiro) GRA 60126426

A3. La Princesa - Chamamé 
(Nelson Domingues / Romeu Ribeiro) GRA 60126434

A4. Valle-I - Polca 
(Matias Goetz / Herminio Gimenez) GRA 60126450

A5. A Volta Da Gaivota Pantaneira - Chamamé 
(Romeu Ribeiro / Dino Rocha) GRA 60126469

A6. Dom Américo - Chamamé 
(Nelson Domingues / Romeu Ribeiro) GRA 60126442  


LADO B

B1. Dom Kaneca - Chamamé 
(Nelson Domingues / Velho Tatau) GRA 60126477

B2. O Fronteiriço - Chamamé 
(Nelson Domingues / Romeu Ribeiro) GRA 60126485

B3. El Campeón - Chamamé 
(Nelson Domingues / Romeu Ribeiro) GRA 60126493

B4. Boca Da Picada - Polca 
(Cedar Vargas / Marcirio Lima) GRA 60126507

B5. Assim Se Baila Em Mato Grosso - Chamamé
(Romeu Ribeiro / Cedar Vargas) GRA 60126515

B6. O Canto Da Araponga - Polca 
(Nelson Domingues) GRA 60126523


LP 0.34. 405.491        K7 0.34.405.491

FICHA TÉCNICA Produtor Fonogáfico; Gravação Elétricas Artistica; Wilson Souto Jr. Gêrencia de Produto; Waldyr Santos de Editagem: Supervisão de Corte: Milton Araújo

phonodisc
capa frente
disco lado A
disco lado B
capa verso

PARCEIROS DO CANAL

Quer ser parceiro do canal entre em contato e tenha sua marca anunciada aqui e em videos no nosso canal…. 

1506857_668956993145896_2121047707_n
12502_1516536171915154_5335645718093930532_n
LOGO
 

Entre em contato Vinil do Velho

Pagina dedicada a divulgação de LPs digitalizados e postados no nosso canal Oficial no YouTube –  https://www.youtube.com/vinildovelhooficial

  ATENDIMENTO GERAL (67) 3366-1798 / (67) 8117-6631-

 vinildovelho@hotmail.com

Envie sua mensagem

mande sugestões e/ou perguntas e reclamações que estaremos disposto a ouvilo e a medida do possivel atende-los.