logo e frase

Chitãozinho & Xororó - 1987 - Meu Disfarce
(LP Completo) 

1º Lp da carreira da dupla Matogrosso e Mathias lançado em 1976 pela Gravadora Chantecler/Continental (divisão da Warner Music Brasil), no qual destaca a Composição "O Matuto", disco este que logo de cara lhe rendera o seu 1º Disco de Ouro. Lp este que traz a primeira formação da dupla João Batista Bernardo (Matogrosso) e Anísio Roberto de Carvalho (Mathias)

Chitãozinho & Xororó

-Vol12

  • lp-chitozinho-e-xororo-meu-disfarce-1987-sebo-do-joao-134711-MLB20609241633_022016-F
  • WP_20160601_002
  • lp-vinil-chitozinho-e-xororo-meu-disfarce-1987-243501-MLB20342417288_072015-F
  • lp-chitozinho-e-xororo-meu-disfarce-p1987-277101-MLB20274411320_042015-F

Musicas do LP

  1. Meu Disfarce
  2. Fogão de Lenha
  3. Pé Na Estrada
  4. Contratempos
  5. Que Mundo é Esse
  6. Coração
  7. Falando às Paredes
  8. A Colheita
  9. A Mais Bonitas das Noites
  10. Eu Te Encontrei
  11. Nossas Divergências

Chitãozinho & Xororó - 1987 - Meu Disfarce (LP Completo)

Letras das Musica do LP

A1 - Meu Disfarce
 Composição: (Carlos Colla / Chico Roque)

Você vê esse meu jeito
De pessoa liberada
Mas não sabe que por dentro
Não é isso, eu não sou nada
Tenho ares de serpente
Mas em caso de amor
Sou pequeno, sou carente
Sou tão frágil, sonhador
Eu me pinto e me disfarço
Companheiro do perigo
Eu me solto em sua festa
Mas, sozinho, eu não consigo
Digo coisas que eu não faço
Faço coisas que eu não digo
Quero ser o seu amado
Não somente o seu amigo
Cada vez
Que eu sinto um beijo seu na minha face
Eu luto pra manter o meu disfarce
E não deixar tão claro que eu te quero
Cada vez
Se torna mais difícil o meu teatro
Não dá mais pra fugir do seu contato
Estou apaixonado por você

 

divisoria

A4 - Contratempos
Composição: (Joel Marques / José Homero)

Faça um favor pra nós dois
Não destrua o que existe em nós
Não jogue tudo por terra
Não é esse o caminho

Sabe, talvez essa briga
Pode até ajudar
Nosso amor
Que precisa de um susto
Pra se renovar

Tudo é questão de entender
Que a gente não vive só
Somos feitos um pro outro
E defeitos quem é que não tem

Deixe na mala na cama
E me olhe nos olhos
Pra você sentir
Que nós dois temos muito em comum
Não precisa fugir

É só você pensar e deixar se levar
Pelos seus sentimentos
Não podemos matar nosso amor
Por alguns contratempos

Deixe estar como está
Não joguemos pro ar
Nossa vida
Tudo vai melhorar
Quando a gente acabar
Essa briga

divisoria

B1 - Falando às Paredes
 Composição:(Virgínia Kheer / Xororó)

Eu agora estou falando às paredes
Já não tenho mais você prá conversar
Na varanda está vazia aquela rede
Onde às vezes eu deitava prá te amar
Você foi o amanhecer mais colorido
Sem sentido se tornou entardecer
O vazio da saudade foi tirando
A vontade que eu tinha de viver
Só Deus sabe tudo o que eu estou sentindo
A tristeza dói no peito sem parar
Quantas noites mal dormidas já passei
Na esperança de ouvir você chegar
Foram tantas cartas que eu perdi a conta
E nos muros, quantas frases escrevi
Na esperança que você leia só uma
E me faça esquecer que te perdi.

divisoria

B4 -Eu Te Encontrei
Composição: (Joel Marques / Chitãozinho)

Eu te encontrei
E de repente quis falar da minha dor
Você me ouviu
E me deixou desabafar e até chorei

Naquele instante eu senti uma emoção
Que há muito não sentia
E pouco a pouco fui perdendo aquela angústia
Que do peito não saía

Você falou que aquela noite também tinha que chorar
E me pediu pra te seguir e continuarmos a falar
Fomos pro carro e pelas ruas sem destino
Choramos juntos todos nossos desatinos
Depois paramos de falar
E em algum lugar, dormimos

E a manhã chegou
E a gente se olhava como velhos conhecidos
Um café depois do amor
E um sabor de caso antigo
Como quem volta de um sonho
Acordamos pra viver

E sei que foi assim, esse amor em uma noite
Transformou as nossas vidas
Esquecemos a tristeza e encontramos a saída
E nasceu um grande amor
Que nunca mais irá morrer!

divisoria
lp-chitozinho-e-xororo-meu-disfarce-1987-sebo-do-joao-134711-MLB20609241633_022016-F

A2 - Fogão de Lenha
Composição: (Carlos Colla / Maurício Duboc / Xororó)

Espere minha mãe estou voltando
Que falta faz pra mim um beijo seu
O orvalho das manhãs cobrindo as flores
Um raio de luar que era tão meu
O sonho de grandeza, ó mãe querida
Um dia separou você e eu
Queria tanto ser alguém na vida
Apenas sou mais um que se perdeu

Pegue a viola, e a sanfona que eu tocava
Deixe um bule de café em cima do fogão
Fogão de lenha, e uma rede na varanda
Arrume tudo mãe querida, que seu filho vai voltar

Mãe eu lembro tanto a nossa casa
As coisas que falou quando eu saí
Lembro do meu pai que ficou triste
E nunca mais cantou depois que eu partí
Hoje eu já sei, ó mãe querida
Nas lições da vida eu aprendi
O que eu vim procurar aqui distante
eu sempre tive tudo e tudo está ai

divisoria

A5 - Que Mundo é Esse
 Composição: (Joel Marques / Chitãozinho)

Se ele voltasse algum dia nem se lembrariam de falar seu nome
De tudo que ele ensinou pouca coisa restou na cabeça dos homens.
Seu mundo está tão dividido, com tantos bandidos e falsos heróis.
A tantas descrenças nos homens, em cada pessoa que olha pra nós.
Se ele voltasse a terra declarava guerra as guerras do mundo

Jogava uma bomba de paz e explodia entre nós um amor mais profundo
Dariam afeto a criança e a desesperança teriam um fim
Nos campos com cheiro de luta seriam soldados
Plantando jardins.

Que mundo é este de agora que o medo é presença constante no ar
Crianças crescendo trancadas sem ter liberdade de poder brincar
A vida é a maior riqueza e o homem só pensa em bens materiais
Um Novo dilúvio se arma, e não vai ter Noé pra tantos animais.

Se ele estivesse lá fora qual seria agora a sua aparência.
Quem sabe até neste momento, ele esteja lá dentro da nossa consciência.
Talvez ele esteja tão perto, que a gente por certo
Alcansava com a mão, quem sabe ele não seja este homem
Que pede com fome um pedaço de pão.

Que mundo ....

divisoria

B2 - A Colheita
Composição: (Carlos César / José Fortuna)

Quando o cansaço do trabalho sem descanso
De grossos calos amarelam suas mãos
O lavrador quer transformar o verde em flor
E ver a flor se transformar em grão
Se de chorar Deus se lembrou durante o ano
E o seu pranto se fez chuva sobre o chão
O lavrador já se prepara pra colheita
Sorrindo vê que seu suor não foi em vão

E a colheita que encheu a tulha
Da tulha o grão para cidade vai
A terra dorme e ele não descansa sempre na esperança
De colher bem mais

Para colher o plantou com seu trabalho
O lavrador leva pro eito o mutirão
A sacaria é trazida aos carreadores
E pra cidade quem transporta é o caminhão
Com o dinheiro ele vai pagar o banco não sobra nada
E ele espera outro verão
Assim pensando o lavrador vai para a roça
Arar a terra para nova plantação

E a colheita que encheu a tulha
Da tulha o grão para cidade vai
A terra dorme e ele não descansa
Sempre na esperança de colher bem mais

Entra colheita e sai colheita
E nunca morre, a esperança deste homem do sertão
Chegando ao fim do carreador do seu destino
De sua luta não sobrou nem um tustão
Um simples nome fica em seu último leito
E tanto faz se era Antônio ou João
Ninguém se lembra de quem só viveu pra terra
E que um dia acabou virando chão

E a colheita que encheu a tulha
Da tulha o grão para cidade vai
A terra dorme ele não descansa
Sempre na esperança de colher bem mais
A terra dorme e ele não descansa
Sempre na esperança de colher bem mais

 

divisoria
logo antiga Chitãozinho e Xororó
divisoria
copacabana gravadora png
divisoria

A3 - Pé Na Estrada
Composição: (Joel Marques / Xororó)

Pé na estrada
Lá vamos nós outra vez
Foi tão bonito subir no palco
E cantar pra vocês
Nossa canção vai ficando, e a gente já vai
deixando sempre um pedaço da gente pra tras

Bye, bye, bye, bye, bye
Adeus amigos,
A gente vai partindo
Mas deixando com vocês o coração
Bye, bye, bye, bye, bye
Todos sorrindo,
Foi muito bom cantar
Junto a vocês, unidos na mesma emoção

Pé na estrada,
Que nossa vida é cantar
Em outra cidade o povo espera a gente chegar
Mão na viola, fé no aplauso e no amor
Que nunca falta de cada platéia o calor

divisoria

A6 - Coração
Composição: (Fátima Leão / Paulo Roberto Jurazo)

coração vê se muda esse seu jeito inocente
não se perca entre cortinas transparentes
que a pureza de um amor possa esconder

coração indeciso voce veta o meu caminho
e me fere como flor que tem espinho
deixa a dor e a marca tenta esconder

coração vê se muda esse seu jeito sempre aflito
e me mostre um caminho mais bonito
para que renaça em mim um bem querer

coração me domine pois lhe dou esse direito
me preencha o vazio desse peito
pra que possa desfrutar de um grande amor

divisoria
WP_20160601_002
divisoria

B3 - A Mais Bonitas das Noites
 Composição: (Osmar Navarro / Sebastião F. da Silva)

Longe dos olhos e perto do meu coração
Onde você estiver com você estarei
Não há distância prá minha imaginação
Enquanto vida eu tiver de você eu serei
As suas cartas eu leio e releio porque
Elas me fazem pensar que eu estou com você
Quero, meu Deus com eu quero, essa mulher comigo
Como eu espero o momento de vê-la chegando
Choro só de imaginar, e peço ao meu coração
Aguente firme não pare, não me deixe na mão
Quero, meu Deus com eu quero, abraçá-la de novo
E nunca mais dos meus braços deixá-la sair
Sem preconceito ser seu, na mais bonita das noites
Vestida assim como a lua, te amar e dormir

divisoria

B5 - Nossas Divergências
Composição: (Joel Marques / César Augusto / Wigberto Tartuce)

Somos duas partes de um quebra cabeça
Onde cada um procura o seu lugar
Um quer ir embora e não sabe pra onde
O outro quer a chance de recomeçar
Nossas divergências vão acumulando
Tanto desprazer em nossos corações
O que você pensa não é o que eu penso
E se a gente tenta fazer um balanço
A soma de tudo já não dá nós dois

Será que tudo terminou
Tudo é fato consumado
O amor deixou de ser caminho
Onde a gente caminhou
Morreu a flor ficou o espinho
Tudo está determinado
A não trazer felicidade
Será que a gente quis assim
Por um fim no que restava
De carinho em nossos braços
O amor perdeu a força
Se quebrou em mil pedaços
E ficou só esse resto
De ilusão e de saudade

Nesse vai e vem que a vida oferece
Somos duas cartas num jogo de azar
Um tem um receio de ser o que perde
O outro tem a certeza que pode ganhar
No final das contas dá tudo no mesmo
Um jogo perdido onde ninguém ganhou
O amor foi feito pra ser dividido
Se um dos dois partir então não tem sentido
Juntar os pedaços do amor que restou

Será que tudo terminou
Tudo é fato consumado
O amor deixou de ser caminho
Onde a gente caminhou
Morreu a flor ficou o espinho
Tudo está determinado
A não trazer felicidade
Será que a gente quis assim
Por um fim no que restava
De carinho em nossos braços
O amor perdeu a força
Se quebrou em mil pedaços
E ficou só esse resto
De ilusão e de saudade

PARCEIROS DO CANAL

Quer ser parceiro do canal entre em contato e tenha sua marca anunciada aqui e em videos no nosso canal…. 

1506857_668956993145896_2121047707_n
12502_1516536171915154_5335645718093930532_n
LOGO
 

Entre em contato Vinil do Velho

Pagina dedicada a divulgação de LPs digitalizados e postados no nosso canal Oficial no YouTube –  https://www.youtube.com/vinildovelhooficial

  ATENDIMENTO GERAL (67) 3366-1798 / (67) 8117-6631-

 vinildovelho@hotmail.com

Envie sua mensagem

mande sugestões e/ou perguntas e reclamações que estaremos disposto a ouvilo e a medida do possivel atende-los.