logo e frase

Chico Rey e Paraná - Vol 05 -  (1987) 

5º LP da dupla Chico Rey e Paraná lançado em 1987, Lp este que é intitulado como "Quem Será Seu Outro Amor" musica está que lhe renderam no ano seguinte o seu primeiro disco de ouro... 

Chico Rey e Paraná- Vol 05

  • Chico Rey e Paraná - Vol 05 capa
  • Chico Rey e Paraná - Vol 05 capa frente

Musicas do LP

  1. Quem Será Seu Outro Amor?
  2. Trinta Dias Por Mês
  3. Rotina de Pobre
  4. Country Clube Sertão
  5. Agulha
  6. Amor do 1 Ao 5
  7. Zé Gatão
  8. Cinqüenta Graus de Amor
  9. Caros Amantes
  10. Velho John
  11. Enfermeira do Amor
  12. Grande Esperança

Chico Rey e Paraná -   Vol  05 - Quem Será Seu Outro Amor (1987)

Letras das Musica do LP

A1 - Quem Será Seu Outro Amor?
Composição: (Edelson Moura)

Vi os seus olhos brilhando de tanto amor
Então resolvi me entregar completamente
Você se tornou o meu mundo e a mais pura verdade
Felicidade eu conheci lhe amando loucamente

Você me ensinou os caminhos do amor verdadeiro
Tudo que você dizia eu acreditava
Quase morri no momento em que fiquei sabendo
Que lhe perdendo para outro eu estava

Quem será seu outro amor
Por que me traiu desse jeito
Vem arrancar essa dor que você colocou
Dentro do meu peito

divisoria

A4 - Country Clube Sertão
Composição: (Paraná / Clayton Aguiar)

Ah se eu fosse um cantor americano
Que todo dia no cinema a gente vê
A meninada ficaria ouriçada
Eu pintaria nas novelas da TV
Como eu canto as coisas do meu país
O povo diz que a importada é que é bacana

Às vezes curtem o mesmo som que eu canto
Diz que é bonito só por ser americano
Às vezes curtem o mesmo som que eu canto
Diz que é bonito só por ser americano

Vejam só que confusão
Pra eu poder ser ouvido em meu país
Ter que formar o Country Clube Sertão

Ainda ontem ouvi um cara dizer
Que tinha ido curtir um som beleza
Pra esnobar diz que curtiu um country music
Aqui pra nós isto é moda sertaneja
Eu canto sempre a linguagem do caboclo
Tem muita gente dando o fora e não se cala
Tenta enganar pra dizer que é moderno
Enrolam a língua, mas não sabem o que falam
Tenta enganar pra dizer que é moderno
Enrolam a língua, mas não sabem o que falam

divisoria

B1 - Zé Gatão
Composição: (REYNALDO DE OLINDA)

Eu sou um gato muito mansinho
Fico rindo à toa quando me fazem carinho
Gosto da vida e também de criança
Adoro os ratinhos que enchem a minha pança

Pego um, dois, três, quatro, cinco, seis
Eu pego dez ratinhos, tudo isso de uma vez
Por isso sou forte assim como o leão
E a garotada só me chama o Zé Gatão
Oi Zé Gatão
Oi Zé Gatão

Eu sou um gato muito mansinho
Fico rindo à toa quando me fazem carinho
Gosto da vida e também de criança
Adoro os ratinhos que enchem a minha pança

Pego um, dois, três, quatro, cinco, seis
Eu pego dez ratinhos tudo isso de uma vez
Por isso sou forte assim como o leão
E a garotada só me chama o Zé Gatão
Oi Zé Gatão

Eu sou um gato muito mansinho
Fico rindo à toa quando me fazem carinho
Gosto da vida e também de criança
Adoro os ratinhos que enchem a minha pança

Pego um, dois, três, quatro, cinco, seis
Eu pego dez ratinhos tudo isso de uma vez
Por isso sou forte assim como o leão
E a garotada só me chama o Zé Gatão
Oi Zé Gatão
Oi Zé Gatão

Eu sou um gato muito mansinho
Fico rindo à toa quando me fazem carinho
Gosto da vida e também de criança
Adoro os ratinhos que enchem a minha pança

Pego um, dois, três, quatro, cinco, seis

divisoria

B4 - Velho John
Composição: (Paulo Guitter)

John era um cowboy bacana pra xuxu
Não dava mancada, nem causava sururu
Só ficava zangado se alguém lhe enchesse o saco
Ah, o Velho John era mesmo um barato

Suas transações eram internacionais
Contas na Suíça, trambiques federais
Mas John virou bandido, um cowboy à brasileira
Meteu a mão na grana e foi gastando de bobeira
Até que um belo dia em uma reunião
Todos descobriram que o John era um ladrão

Agora peguem o John, peguem o John
Peguem o John, ai ai que medo
Agora peguem o John, peguem o John
peguem o John, fiquei com medo

Chico Rey e Paraná - Vol 05 capa

A2 - Trinta Dias Por Mês
Composição: (Alvaro José de Oliveira / Didi / Franco)

Minha querida, não chore não
O mês que vem eu volto pra você
Sinceramente estou apaixonado
E não consigo viver sem você
Eu não queria, mas aconteceu
Talvez porque sou muito amoroso
Eu não queria, mas o seu jeitinho
Foi a razão que apaixonei de novo

Agora vou esperá-la pra vê-la outra vez
Pra disfarçar esta saudade eu fico
De cara cheia trinta dias por mês
Não dava tempo de dizer adeus

O monobloco estava de partida
Somente um beijo meio apressado
Aconteceu em nossa despedida
Quatro semanas cheias de saudade
Eu novamente iria ver passar
Se o peito encher de saudade
Eu encho a cara pra desabafar

divisoria

A5 - Agulha
Composição: (Alcino Alves / Rossi)

Como é que pode
Uma coisa à toa após tanto tempo ferir-me assim
Ela foi embora, levou suas coisas
Fazendo questão de esquecer de mim

Até a toalha tirou do banheiro
O enxoval inteiro, peça por peça
Levou a samambaia, a escova de dente
Do portão pra fora saiu sorridente
Deixando somente o que não me interessa

E se não bastasse a saudade louca
No meu guarda-roupa hoje ao remexer
Uma pequena agulha com resto de linha
Ali tão sozinha fez lembrar você

Me feriu tão forte
Mais que um punhal, apesar de ser insignificante
Aquela agulhinha me feriu bastante
E eu que já estava quase te esquecendo
Hoje estou sofrendo bem mais do que antes

divisoria

B2 - Um Avião De Mulher Composição: (Jason Sodré)

Olha lá Lavai ela passando Olha ali Lavem ela chegando Com um andar muito sex Como quem desfilando

Olha lá O juca na esquina Vejam só O mané da oficina Que a pesar de farrapo Ainda asovia a menina

Joga uns beijinhos pra ela Dizem que linda mulher E eu cá da minha janela Será que ela quer?

Ela é charmosa de joão É apetitosa de José Ela é tão linda Que corpinho bonito Que tremendo aviao De mulher

"Ela é um tremendo avião" De mulher (2x)

Joga uns beijinhos pra ela Dizem que linda mulher E eu cá da minha janela Será que ela quer?

Ela é charmosa de joão É apetitosa de José Ela é tão linda Que corpinho bonito Que tremendo aviao De mulher

"Ela é um tremendo avião" De mulher (BIS)

6630
divisoria

B5 - Enfermeira do Amor
Composição: (CARLINHOS / JORIVAL DOS SANTOS)

Sei que não há remédio pra aliviar a minha dor
Só se você meu bem me dedicar o seu amor
Meu sofrimento vai ter fim quando você me amar
Porque você é enfermeira que pode me curar

Embora eu viva humilhado para ganhar o seu amor
Assim não fico sofrendo tanta tristeza e dor
Você gosta de mim mas não quer dar demonstração
Este é o mal das mulheres que vivem de ilusão

divisoria
Chico Rey e Paraná - Vol 05 capa frente
divisoria

A3 - Rotina de Pobre
 Composição: (Paraná / Guaçú)

Levanto cedinho pra ir pro trabalho
Tomo um cafezinho requentado e saio
Fumo um cigarrinho pra ver se distraio
Pra não me atrasar vou por um atalho

Levo um sanduíche só pra quebrar o galho
Assim é a vida desse operário
Que passa apertado com este salário
Esperando aumento lá pro mês de Maio

Se me põem na rua já sei o que faço
Procurando emprego mais um candidato
Preencho uma ficha no momento exato
Vou no lambe-lambe tiro um retrato

Logo sou chamado mesmo sem contrato
Nesse corre corre pulo que nem gato
Se a barriga ronca a fome eu rebato
Comendo um PF onde é mais barato

Vou chegando em casa a mulher me abraça
Fiscaliza os bolsos, vê se isso tem graça
Dinheiro que eu ganho voa igual fumaça
Pra pedir aumento eu fico sem graça

Trabalho bastante, meto a mão na massa
Em um colchão velho, descanso a carcaça
A sogra é esperta e a perna me passa
Mas afogo as mágoas bebendo cachaça

divisoria

A6 - Amor do 1 Ao 5
Composição: (Itamar)

Eu sei que o mundo vai me condenar
E censurar o meu modo de amar
Os moralistas vão me criticar
E que jamais fariam o que eu fiz

Se me condenam é por que não sentem
Todo o prazer que no amor eu sinto
Quem faz amor do primeiro ao quinto
Não há mulher que não seja feliz

Vou te amar querida
Como nesta vida nunca foi amada
Acabar com suas noites mal sonhadas
E vou dar um fim na dor que te consome
Em nosso quarto
Faremos de tudo entre quatro paredes
Tu serás a água que mata minha sede
E eu serei o pão pra matar sua fome

divisoria

B3 - Caros Amantes
Composição: (MONIZ) 

Não, eu não posso culpar-te
Se o meu coração, se apaixonou por ti
Não, eu não posso culpar-me
Se esta imensa paixão, tomou conta de mim
Tu fostes meu ombro amigo
E dividi contigo as minhas amarguras
Eu que fiz deste meu peito
O divã mais perfeito, as tuas desventuras

Não,não existe um culpado porque simplesmente
Este amor nasceu
E tudo que sei é que lhe perdi
Que não vivo sem ti
E quero ser só teu
Foi o nosso destino, que nos fez amigos
E amantes depois
E para ser sincero, oh meu grande amor
Assim é bem melhor para nos dois

Não,não existe um culpado porque simplesmente
Este amor nasceu
E tudo que sei é que lhe perdi
Que não vivo sem ti
E quero ser só teu
Foi o nosso destino, que nos fez amigos
E amantes depois
E para ser sincero, oh meu grande amor
Assim é bem melhor para nós dois

divisoria

B6 - Grande Esperança
 Composição: ( GOIA / FRANCISCO LAZARO)

A classe roceira e a classe operária
Ansiosas esperam a reforma agrária
Sabendo que ela dará solução
Para situação que está precária.
Saindo projeto do chão brasileiro
De cada roceiro ganhar sua área
Sei que miséria ninguém viveria
E a produção já aumentaria
Quinhentos por cento até na pecuária!

Esta grande crise que a tempos surgiu
Maltrata o caboclo ferindo seu brio
Dentro de um país rico e altaneiro,
Morrem brasileiros de fome e de frio.
Em nossas cidades ricas em I'móveis
Milhões de automóveis já se produziu,
Enquanto o coitado do pobre operário
Vive apertado ganhando salário,
Que sobe depois que tudo subiu!

Nosso lavrador que vive do chão
Só tem a metade da sua produção
Porque a semente que ele semeia
Tem quer à meia com o seu patrão!
O nosso roceiro vive num dilema
E o problema não tem solução
Porque o ricaço que vive folgado
Acha que projeto se for assinado,
Estará ferindo a constituição!

Mas grande esperança o povo conduz
E pede a Jesus pela oração,
Pra guiar o pobre por onde ele trilha,
E para a família não faltar o pão.
Que eles não deixam o capitalismo
Levar ao abismo a nossa nação,
A desigualdade aqui é tamanha
Enquanto o ricaço não sabe o que ganha
O pobre do pobre vive de tostão

PARCEIROS DO CANAL

Quer ser parceiro do canal entre em contato e tenha sua marca anunciada aqui e em videos no nosso canal…. 

1506857_668956993145896_2121047707_n
12502_1516536171915154_5335645718093930532_n
LOGO
 

Entre em contato Vinil do Velho

Pagina dedicada a divulgação de LPs digitalizados e postados no nosso canal Oficial no YouTube –  https://www.youtube.com/vinildovelhooficial

  ATENDIMENTO GERAL (67) 3366-1798 / (67) 8117-6631-

 vinildovelho@hotmail.com

Envie sua mensagem

mande sugestões e/ou perguntas e reclamações que estaremos disposto a ouvilo e a medida do possivel atende-los.